Vilarregense Futebol Clube

emblema do clube

Fundado em 22-11-1995

Morada

Largo Eugénio Tavares Ribeiro, Vila de Rei
6110-225 Vila de Rei

Sítio na Web:
http://www.vilarregensefc.pt/

CONTACTOS

E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Orgãos Sociais

Em resultado do processo eleitoral, os corpos sociais eleitos tomaram posse a 15/07/2016 para o triénio 2016-2019:

Assembleia-geral

Presidente – Ricardo Jorge Martins Aires
1.º Secretário – André Filipe da Silva Alves
2.º Secretário – Carlos Miguel Laranjeira Luís

Direção

Presidente - Sérgio Manuel Mateus Francisco
Vice-Presidente – Rui Manuel Nunes Simões
Tesoureiro – Vitor Manuel Conceição Francisco
1.º Secretário – José Carlos Barreira
2.º Secretário – Paulo César Laranjeira Luís
Vogal – Manuel António Tavares Mendes
Vogal – Pedro Jorge Luís da Silva
Vogal – Rui Manuel Barreira Duque
Vogal – Carlos Filipe Firmino
Vogal – Andreia Filipa Miguel Salavisa
Vogal – Hugo Fernandes Louro
Vogal – Eduardo Jorge Oliveira Araújo
Vogal – Pedro Luís Marques Lemos da Conceição
Vogal – Tiago Jorge Rodrigues Santos
Vogal - Sandrina Freitas Duarte
Vogal - André Filipe Rodrigues Santos
Vogal - Pedro Manuel Mendes Marques

CONSELHO FISCAL

Presidente – Jorge Manuel Pires S. Lopes
Relator – João Paulo Vicente Alves
Secretário – Nuno Miguel Prior Nunes

Plano de Atividades – 2020

Futebol:

  • Escolinha de futebol "BAMBIS", Petizes, Traquinas, Infantis, Iniciados, Séniores;

 

Escola de ténis

  • Iniciou em outubro de 2012, tendo como condição de ingresso ser associado do clube;

Escola de Ballet

 

Cultura e Lazer:

  • Organização, em colaboração com a Fundação para a divulgação das tecnologias da informação, de ações de formação para atribuição de diplomas de competências básicas em tecnologias de informação;
  • Organização de jornadas de convívio entre atletas e familiares;
  • Organização de uma conferência sobre desporto;
  • Participação como expositor no Rock na Vila e Feira de Enchidos Queijo e Mel;

Atividade Social:

  • Continuação da participação na Comissão Alargada da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens do Concelho de Vila de Rei;
  • Continuação da participação no projeto da Rede Social do Concelho de Vila de Rei;
  • Apoio nas Aulas Desportivas na Universidade Sénior;

Outras atividades já em agenda:

  • Junho
    • Participação no XVI Festival Rock na Vila
    • Organização "Domingos Saudáveis" - 6 junho
    • Organização do 3º Encontro de Veteranos (Futebol 11)
  • Julho
    • Organização do II Torneio de Futebol Carlos Tereso (equipas dos escalões benjamins, infantis e iniciados - atividade regional/nacional)
    • Organização do torneio de Ténis na FEQM - 25 julho a 2 agosto
    • Participação na FEQM - 25 julho a 2 agosto
    • Participação da Escola de Ballet na FEQM
  • Setembro
    • Encontro Desportivo de Desporto Adaptado
  • Outras ativiodades previstas
    • Organização de um sarau de encerramento de atividades
    • Organização de um seminário/fórum sobre desporto

É objetivo desta direção proporcionar a todos os sócios e a toda a população em geral um leque variado de atividades físicas que visam o seu bem-estar e de alguma maneira ocupar o seu tempo livre, bem como, a prática de uma atividade física regular. Dirigirmo-nos quer para os mais novos, quer para os mais velhos porque todos merecem o nosso carinho e atenção.

Entrevista 2006

ENTREVISTA AO PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO NO BOLETIM INFORMATIVO DE VILA DE REI N.º 53 (DEZEMBRO DE 2006)

Há quantos anos existe o Vilarregense F. C. e desde quando é Presidente da Direcção?

R: O Vilarregense F. C. foi constituído oficialmente em 25.11.1995 mas, por dificuldades várias, só em 29 de Outubro de 1999 foram eleitos em Assembleia-Geral, os primeiros Órgãos Sociais que deram realmente início às actividades regulares do Clube. Desde essa data que sou Presidente da Direcção, tendo sido reeleito para o mesmo cargo nas três eleições entretanto realizadas.

Qual a motivação que o fez dedicar-se a esta causa?

R: O facto de nenhuma das associações então existentes se dedicar à prática desportiva regular, levou a que, juntamente com um grupo de pessoas, cujo núcleo principal ainda hoje se mantém, tomasse como objectivo promover o desporto e em particular o futebol de formação, no concelho de Vila de Rei.

Para além da vossa boa vontade, com que apoios contaram para levar por diante o vosso projecto?

R: Tendo em conta a realidade do concelho, era imprescindível a colaboração da Câmara Municipal de Vila de Rei, bem como de algumas das firmas aqui instaladas. A autarquia acreditou neste grupo de pessoas e no projecto de desenvolvimento desportivo, tendo conseguido levar a efeito a construção do Campo de Futebol, inaugurado em Agosto de 2001. Até esta data, como infra-estrutura desportiva, só existia o Pavilhão Polidesportivo, o que limitava bastante as nossas actividades, considerando a reduzida área de jogo disponível para a prática oficial de futsal. A disponibilização do Campo de Futebol e de outros importantes apoios logísticos concedidos pela Câmara Municipal, a par de colaborações de vários níveis de muitas firmas do concelho e da Junta de Freguesia de Vila de Rei, permitiram-nos alargar o número de atletas envolvidos na área da formação em Futebol e criar as bases para a obtenção de hábitos desportivos junto da população jovem do concelho. Significativo apoio foi também a concretização do arrelvamento sintético do Campo de Futebol que nos permitiu alargar os tempos de utilização do terreno de jogo e proporcionar uma melhor qualidade na formação.

Como avalia a receptividade do vosso projecto pela comunidade?      

R: Tendo em conta a inexistência de actividade desportiva no concelho durante tantos anos, não foi muito fácil, de início, conseguir o apoio de alguns pais para que deixassem os seus filhos integrar as equipas do Clube. Apesar de este projecto ainda ter pouco tempo de duração, já temos agora uma maior adesão de pais no acompanhamento dos jogos dos seus filhos. Em geral a população apoia este projecto porque verifica que tudo fazemos para que os jovens do concelho tenham agora a oportunidade de praticar desporto com regularidade e de uma forma organizada, além de integrada em estruturas competitivas de carácter regional e nacional. Relativamente às assistências aos jogos da equipa sénior, também ainda são algo diminutas, mas está-se aos poucos a criar o hábito de ir aos domingos ver os jogos de futebol. É certo que os resultados da equipa sénior não são muito animadores, mas temos de ter em consideração que em geral competimos com equipas que praticam futebol há bastantes mais anos que nós, além de possuírem maiores áreas de recrutamento de atletas do que Vila de Rei e disponibilizarem um maior investimento financeiro na formação dos seus plantéis.

O facto de haver esta época uma só divisão no Distrital de Seniores, veio beneficiar a vossa equipa?

Não, antes pelo contrário. O nosso projecto de formação ainda está numa fase em que o ideal seria a equipa sénior continuar a participar por mais algum tempo numa 2ª divisão, para aquisição de experiência, até porque privilegiamos os atletas do concelho na composição do nosso plantel e, como já referi, ainda temos muito poucos anos de futebol para nos podermos aproximar do nível competitivo da grande maioria das equipas que integram a 1ª Divisão.

Além dos seniores, que equipas têm esta época em competição?

R: Temos também a participar nos respectivos campeonatos distritais, equipas nas categorias de Escolas e Infantis. No total, incluindo os seniores, temos inscritos cerca de 60 atletas, a que acresce um grupo de cerca de 10 jovens, com idades entre os 6 e os 8 anos, que integram as Pré-Escolas. A equipa de Infantis tem este ano mais alguns elementos do que na época passada e está um pouco mais equilibrada. Embora ainda não estejam a alcançar resultados positivos, existe potencial para que a sua produção melhore com o decorrer da competição. Mais uma vez se nota aqui a diferença resultante dos anos de competição que as outras equipas têm (cerca de 4 anos), enquanto que nós só temos dois anos de formação com estes jogadores. Na categoria de Escolas existe um maior equilíbrio nos anos de formação da maior parte das equipas, tendo os nossos jovens obtido até agora bons resultados, seguindo em 1º lugar na sua série, entre 6 equipas.

Para além do futebol, que outras actividades pretendem desenvolver?

R: O acompanhamento que todos os membros da direcção têm de fazer às três equipas em competição, com treinos e jogos em praticamente todos os fins-de-semana, não nos deixam grande disponibilidade para novas actividades. No entanto, estamos sempre abertos a desenvolver novos projectos que nos apresentem, desde que integrem a colaboração de mais pessoas. Para lá desta situação temos agora a nossa sede social, localizada no edifício da antiga Biblioteca Municipal, aberta aos sócios e público em geral, todos os dias da semana a partir das 16.00 horas, o que representa um novo espaço de convívio.

Ass. Nelson Sarmento São Miguel

Entrevista 2018

ENTREVISTA AO PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO NO BOLETIM INFORMATIVO DE VILA DE REI N.º 89 (DEZEMBRO DE 2018)

Presidente-2

1.Há quantos anos existe o Vilarregense FC e desde quando é Presidente da Direção?

O Vilarregense FC é uma associação do nosso concelho que iniciou no ano de 1995 que perfaz neste mês de novembro 23 anos de atividade.

A nossa direção está nos comandos da mesma desde julho de 2016.

2.Quais os principais projetos da Associação e com que apoios contam para os levar por diante?

O Vilarregense FC desde sempre que primou pela promoção do desporto, principalmente na vertente do futebol de formação.

Neste momento, e ainda com a anterior direção, demos o salto para a criação de mais atividades que pudessem abranger muito mais pessoas e também faixas etárias diferentes.

Apostamos na Dança com a integração do Ballet, no Ténis, Karaté, Muay Thai e, mais recentemente, no desporto adaptado com a introdução do ping-pong e do Bocia, que irá iniciar brevemente.

Portanto este é, resumidamente, o principal projeto de base e é esta linha que nós queremos manter nesta Associação, dando varias opções para que toda a população, sem exceção, possa manter-se ativa, saudável e também, em varias vertentes que temos, poder competir e evoluir na área do desporto.

Quanto a apoios, o Município de Vila de Rei e a Junta de Freguesia de Vila de Rei são as entidades que temos que destacar. No entanto, e graças a um trabalho de algumas pessoas dentro da direção, temos conseguido um apoio importantíssimo no seio empresarial de Vila de Rei, com contributos anuais que nos têm ajudado a mantermos a nossa atividade diária e, principalmente, a criar condições para darmos toda a qualidade necessária para a prática do desporto.

vfc-2

3.Como avalia a recetividade dos vossos projetos pela comunidade?

Como todos sabemos, o concelho de Vila de Rei detém uma população bastante envelhecida, em que os mais novos tendem a ser cada vez menos para prosseguirmos em muitos escalões, principalmente na vertente do futebol. Esta abertura de um maior número de atividades foi também uma estratégia adotada para colmatarmos uma falha que tinha vindo a notar-se ao longo dos anos: o decréscimo de atletas no clube estava muito abaixo do necessário para podermos vingar em algumas provas de formação que estávamos envolvidos. Para dar um exemplo, o Vilarregense FC detinha, em 2016, pouco mais de 80 atletas. Neste momento, e em virtude deste modelo adotado, estamos com cerca de 150 atletas nas diferentes vertentes desportivas.

Com esta aposta, e com o esforço que é feito em todas as aulas/treinos por parte dos professores/treinadores/mestres, a recetividade tem sido bastante alta e a continuidade da participação da comunidade, que esse sim é o principal ponto para nós podemos tirar as conclusões, essa tem sido ótima.

4.Num futuro próximo, que outras atividades o Vilarregense FC pensa desenvolver?

O Vilarregense FC é uma associação com história, uma associação com provas dadas por parte de todas as direções que por aqui já passaram e, conforme falávamos há pouco, a continuidade da prestação de varias vertentes desportivas para toda a população será sempre o principal projeto. Esta direção está a entrar no último ano de mandato e, apesar de haver muitas ideias, não poderemos lançar um projeto a medio, longo prazo, pois ainda não sabemos qual o futuro deste grupo de trabalho. Daí, neste momento, a continuação de todas as modalidades e escalões, com ainda mais qualidade, confiança e credibilidade será o nosso principal projeto.

Para este ultimo ano de mandato temos feito um esforço grande dentro dos escalões de formação de futebol, pois gostaríamos de implementar um espirito mais competitivo e deixar uma marca em vários campeonatos que estamos a disputar. Esse sim, tem sido e vai ser o trabalho desta época: o incutir e/ou “acordar” nos atletas de formação um espirito mais competitivo.

Agora, e para finalizar, gostaria só de dizer ainda mais algumas coisas quanto à questão dos projetos. Ideias de melhorias nas instalações desportivas, as obras na nossa sede, o continuar a participar nos eventos desenvolvidos pela autarquia, chegar longe nos vários escalões de competição, abrir a competição de natação, pois neste campo Vila de Rei tem muito bons atletas treinados pelos profissionais a cargo do Município e criar condições para competir nas provas do desporto adaptado. Estas são as apostas a pensar no médio, longo prazo. Mas o principal, principal, trabalho que, caso exista uma continuidade desta direção, é tentar levar mais gente a marcar presença para apoiar nas competições em que os atletas estão inseridos. E, deixando o melhor para o fim, o mudar a mentalidade dos pais, incutindo-lhes que a competição e estas atividades não são tempos livres, não são meros períodos onde deixar o filho uma ou duas horas. Temos que mudar isso, temos que levar os pais a ver os jogos, a apoiar os filhos. O Vilarregense FC sempre foi pai, professor, psicólogo, amigo. Tem sido sempre assim para com os atletas, mas pai é pai e falta essa figura ao lado deles. Esse sim, será o grande projeto para esta associação ficar completa.

Ass. Sérgio Francisco

 
cpcj banco voluntariado  prot civil2 logoPinhalMaior
 GCA Signatories Label 320x150 Logo-Turismo  LogoMT  Logo ePortugal

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Politica de privacidade .

Aceitar utilização de cookies
Politica de cookies